Reloading

A Bíblia Sagrada segundo HELL P: Génesis, Capítulo III

- Adão, achas-me bonita?
- Sim.
- Gostas de estar aqui comigo?
- Sim.
- Amas-me muito?
- Siiiiimmmm Eeeeeeva, amo...
- Dás-me um beijinho?
- Mais logo.
- Ai Adão bolas! Estás sempre de trombas, nunca me fazes um carinho.
- Eva, mentaliza-te disto: tu foste feita a partir de mim, e de mim apenas; portanto, eu sou o teu pai e a tua mãe. Logo, eu ando a comer a minha filha e sou a minha própria sogra. Como é que tu queres que eu me sinta?
- Ai pronto, já não digo mais nada. Estou farta, vou contar a Deus que tu és um parvalhão. DEUS!!!!! DEUS!!!! Podes vir aqui um bocadinho?
E disse Deus: Eva, eu já estou aqui. Eu sou Aquele que está em todo o lado.
- Ah estou a ver, és como as micoses. Então olha, podes fazer o milagre dos chatos e metê-los na tomatada do Adão, a ver se ele aprende?
- Mas mas mas....
Então o SENHOR Deus disse: há-de ser, há-de. Então logo hoje, que tenho os ranhosos do IGESPAR a quererem embargar-me o Dilúvio. Opá vocês são brancos, entendam-se.
- Ó Dêdas, por acaso....
- ADÃO! Outra dessas e faço-te o milagre do nó duplo tu sabes muito bem aonde!
- Pronto está bem, desculpa. É que eu queria perguntar-te uma coisa. Deus, tu não me criaste à tua própria semelhança?
- Sim, claro.
- Então porque é que eu sou branco?
E então o SENHOR Deus disse: Esquê?
E tendo o SENHOR Deus dito isso, regressou para o bosque do conhecimento do bem e do mal, abrindo o manual de instruções da Eva.

Ora, a serpente era mais astuta que todos os animais do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim?
E disse a mulher à serpente: do fruto das árvores do jardim comeremos, mas da mata do conhecimento do bem e do mal disse Deus: não fumareis dela, nem nela tocareis para que eu não me passe de vez da marmita.
Então a serpente disse à mulher: vocês são tão anjinhos! Então mas não percebem que ele é um agarradinho?
- O que é que queres dizer com isso?
- Ouçam, o que é que vocês acham que há no arvoredo do conhecimento do bem e do mal?
- Não sei, Deus não nos deixa ir lá.
- Aquilo é só haxixe! Porque é que acham que Deus não chegou a dar o teu manual aqui ao Adão? Ele está a arrancar as folhas para fazer mortalhas! Ele está obcecado, aquilo é noite e dia!
- Não acreditamos. Deus é bom.
- É bom é... Vão ver, vai mandar uma à Maria com o marido mesmo ao lado, ter um filho hippy que mete tanto LSD que acha que é o Messias, e depois quando a bófia romana o catar e o matar, vai fazer com que o enrolem numa mortalha para que a Humanidade o ande a fumar durante mais de dois mil anos! Deus só pensa em drogar-se!
- Não, não pode ser.
- Ai não que não pode. Olha, para verem, é de tal maneira que tu, Eva, por pouco não foste registada com o nome Erva, ele é que não quis dar mau aspecto. Acreditem, Deus, aquilo está tudo queimadinho. No outro dia, apanhei o gajo a dormir e fui espreitar-lhe o portátil. Ora adivinhem lá qual é que era a palavra passe dele?
Amor, disse Eva.
- Não.
Youporn, disse Adão.
- Não.
- Então não sabemos.
- Bob Marley. Então entrei e estive a ver os planos para os próximos milagres. Ora ouçam e digam-me se isto é normal: ele quer criar a música de dança, os e-mails com gajas muita boas que depois são transexuais, a cerveja sem álcool e as telenovelas.
- Porra! Música de dança? Eishhhhhh!
- Sim.
- Não posso… não, é de mais… não acredito…
- Tudo bem. Adão, diz-me uma coisa: Deus é bom?
- Deus é bondade infinita.
- Deus ama-te?
- Deus ama todos os seres vivos, mesmo os ranhosos da EMEL.
- Deus é inteligente?
- Deus tudo sabe e conhece.
- OK. Diz-me, Deus é poderoso?
- Deus é todo-poderoso.
- Muito bem. Então diz-me, consegues chegar com a boca à tua pila?
- Não….
- VÊS? VÊS? ACHAS ISSO BEM FEITO? Ele não sabe mas é a quantas anda. Metam isto na cabeça: Deus é mau e não quer a igualdade, ele é um patrão fascista que vos explora e vos mente. Vá, fumem mas é lá isso, a ver se abrem os olhos.

E viu a mulher que a árvore do conhecimento do bem e do mal era boa para fumar, e agradável aos olhos, e desejável para dar entendimento; tomou do seu charro, e fumou, e deu também a seu marido, e ele fumou com ela.
Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; e coseram folhas, e fizeram para si lingerie.
E Adão disse: ó Eva, olha que até tens jeito. Fizeste as tangas com quê?
- Parreira pá!
- Parreira? Isto parece mais figueira.
- Não me lixes a piadinha. Mas olha Adão, gosto muito de te ver de fio dental, tens que usar mais vezes.
- Só se me comeres a hóstia!

E ouviram a voz do SENHOR Deus, que cambaleava todo louco ao pé do arbusto do conhecimento do bem e do mal; e esconderam-se Adão e sua mulher da presença do SENHOR Deus, atrás do arbusto.
E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás?
E ele disse: Estou aqui, espera um bocadinho.
- Adão, despacha-te.
- Espera, só falta mais um bocadinho de nada…



- ADÃO!!!!!
- De profundis clamavi ad te Domine.
- Esquê?
- Meu Deus, preciso de ti.
[voz benevolente e paternal] – Diz, Adão, meu filho querido. Vem a mim meu rapaz, diz-me o que te atormenta, nada temas. E pára lá com essa merda do latim.
- Traz-me papel, esqueci-me!
- ADÃO! EU SEJA CÃO SE NÃO TE ARRANCO OS RANHOSOS DOS GARGOMILOS PELO OLHO DO CU!
- O que é que queres? Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e borrei-me todo.
E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Fumaste tu do arbusto de que te ordenei que não fumasses?
Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu a ganza, e fumei.
E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu fumei.
Então o SENHOR Deus disse à serpente: ó minha cabra filha de uma [meu Deus!] que te pariu, tinhas alguma coisa que te bufar?
- Vai para o raio que ta parta! Tu és um explorador! Tu não divides a ganza, tu tens um charro gordo enquanto os trabalhadores tripam sem cena que fumar! Não às classes privilegiadas, viva a igualdade!
- Ò serpente, deixa-me adivinhar… tu chamas-te…
- Marx.
- PRONTO! É que era só o que me faltava, uma serpente armada em sindicalista! CHEGA! BAZEM DO PARAÍSO! RUA! RUA! ANDOR! ESTIMO MUITO QUE VOCÊS SE [meu Deus!] TODOS! Deixem-me em paz com a planta do conhecimento do bem e do mal, que para emplastros já basta a padralhada a pedir-me o milagre dos seminaristas.

E enfim, eles desopilaram do céu, mas primeiro fanaram todos os sabonetes, toalhas e robes que conseguiram. E andaram, andaram, andaram, até que subitamente, vindo de cima, ouviram uma voz:

- Ó boa, queres voltar para o paraíso? Então chupa aqui a serpente, a ver se te sabe a maçã!
- Adão, quem era aquele?
- Anda, não ligues, foi Deus que fez o milagre dos pedreiros.

A Bíblia Sagrada segundo HELL P: Génesis, Capítulos I - II

Capítulo I

No princípio criou Deus os céus e a terra.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
E disse Deus: Arre porra que não se vê nada! Xiça penico! Haja luz ao menos!
E viu Deus que os ranhosos da EDP não se aperceberam da puxada que ele tinha feito, e calou-se bem calado.
E depois fez os animais, as plantas e mais umas cenas sem jeito nenhum durante uns dias.
E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, mas com uma pila maior, senão a Eva vai contar a toda a gente e eu fico mal visto.


Capítulo II

E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, e porque ainda nenhum ranhoso da Europa lhe tinha feito a conversa da semana de trabalho de 65 horas, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito.
E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.
E plantou o SENHOR Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e colocou ali o homem que tinha formado.
E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da selva do conhecimento do bem e do mal, dela não fumarás; porque no dia em que dela fumares, certamente ficarás broado.
- 'Tás na boa Deus, disse o homem. Mas então e gajas?
- Epá Merda! Tudo eu, tudo eu, é que não me largam a sarda!
Primeiro foram os ranhosos da Câmara com a história do PDM do Universo, que faltavam elementos no plano de pormenor; depois, quando fiz os oceanos, vieram logo os ranhosos da QUERCUS dizer que não estavam reunidas as condições ambientais para os peixinhos e as plantinhas e o raio que o parta.
Por fim, tive uma ideia fixe para fazer a neve; pronto, vieram logo os ranhosos da ASAE com as tretas da higiene, e que isto assim não pode ser, que isto é só para eu fazer na minha intimidade e de forma discreta e higiénica, e mais não sei o quê. Epá vão todos apanhar na peida é o que é! O que é que tu queres agora?
- Eh meu não stresses, desenrasca-me só aí uma chavala num instante.
- Vá, está bem. Vira-te e fecha os olhos.
Então o SENHOR Deus mandou-lhe uma arrochada tão grande que lhe apareceu a maçã-de-adão na garganta, e este caiu durinho.

- Adão, acorda.
- Adão! Acorda! Já passou a hora de eu pegar à tarde, tenho os milagres atrasados! A mim não me pagam as horas, aqueles ranhosos! Mexe-te!
- Hã? Hã? Hã?
- Vai pega, tirei-te um tomate e fiz uma mulher com ele.
- O quê? Então mas só com dois não me safo!
- Queres ou não? Preferes esperar pelas bonecas insufláveis daqui a oito mil anos?
- Vá, está bem.
- Toma. Chama-se Iva. Fi-la com dois corações, para te amar muito, e com uma mama, para alimentar os vossos filhos.
- Ó Deus.... Dêdê, posso chamar-te Dêdê?
- NÃO!
- Pronto, não te passes. Deus, UMA mama? Olha lá, tu és assim um bocadinho a dar para o arraçado de rabeta, não és?
- ADÃO! TU RESPEITA-ME!
- Epá yá, mas porra, só uma mama? Tu não percebes muito de mulheres pois não?
- Então mas e eu tenho culpa de pertencer a uma religião monoteísta? Eu não sou como aqueles ranhosos da mitologia grega, sempre enrolados uns com os outros!
- Então mas não podes tirar um coração e meter uma mama?
- ...................Posso.............................. Ai valha-me eu, mas que mal é que eu fiz a eu, meu eu......
- Dá para meter mais duas, nas costas?
- CALA-TE MAS É! Vira-te e fecha os olhos.

[PIMBA!]

- Adão, acorda.
- Adão! Acorda! Já passou a hora de eu pegar à tarde, tenho os milagres atrasados! A mim não me pagam as horas, aqueles ranhosos! Mexe-te!
- Hã? Hã? Hã? Estás outra vez a dizer o mesmo, sabes?
- Não, fiz copy-paste. Vai pega, tirei-te uma costela e fiz uma mulher com ela. Esta chama-se Eva. Um coração, duas mamas. Sua excelência está feliz agora?
- Por acaso... pensava que ia ser mais boa…
- ADÃO! Se te metes aí armado em caracol com tosse, arranco-te a piroca e faço-te um supositório com ela! Queres? Já te dei a maçã-de-adão, posso muito bem dar-te uma cauda-de-adão!
- Pronto, está bem, desculpa.

E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.
E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam do matagal que para ali tinham.

- Deus, pelo sim pelo não, podes dar-me aí o manual de instruções da Eva?
- Aaaahhhhhhh.... Não, preciso dele, disse o SENHOR Deus, entrando para a floresta do conhecimento do bem e do mal.

Prevenção Rodoviária

- Olá amiguinhos, bom dia. O meu nome é tio Hell P.
- Boooom diiiiia Tio Hell Pêêêêêê.
- Olá a todos. Eu estou aqui hoje porque a Senhora Directora da Escola Primária de Maconde me pediu para vir falar-vos de uma coisa que é muito importante: chama-se Prevenção Rodoviária. Alguém sabe o que é que é Prevenção Rodoviária?
- Ximmmmmmm.
- Então quem é que quer dizer-me o que é?
- Eu!
- Tu, Ritinha, diz. O que é?
- Prevenção Rodoviária é quando, por exemplo: quando o meu papá estaciona em segunda fila, liga sempre os quatro piscas porque assim já não tem mal, e o senhor polícia já não pode multar.
- Muito bem. Mas também é outras coisas, por exemplo ter atenção à velocidade. Quando os vossos papás ou mamãs vão a conduzir, às vezes distraem-se e aceleram muito, e isso é perigoso. Então vocês têm que lhes dizer para irem mais devagar.
- Tio Hell P tio Hell P tio Hell P!!!!!
- Diz, Martim.
- O meu papá diz que os senhores que conduzem devagar são todos uma cambada daqueles senhores que dão beijinhos uns aos outros. Mas ele não diz isso, diz uma palavra que é feia.
- Pois, mas sabes, tu devias tentar explicar ao teu papá que andar muito rápido é perigoso, e é muito feio. E além disso andar depressa gasta muito, e nós temos que proteger o Ambiente andando mais devagar para economizar combustível. Alguém aqui sabe como é que se podia proteger melhor o Ambiente?
- Eu sei! Eu sei!
- Diz, Bernardo.
- O meu papá sabe. Ele agora não tem dinheiro mas anda sempre a dizer que quando tiver, vai comprar um carro eléctrico, que assim não polui e anda à velocidade da luz. O meu papá é muito esperto, sabe tudo!
- Sim Bernardo, o teu papá tem razão, os carros eléctricos são melhores porque não poluem o Ambiente. Então e o cinto de segurança, sabem o que é?
- Tio Hell P tio Hell P tio Hell P!!!!!
- Diz, Martim.
- O meu papá diz que os senhores que usam cinto de segurança são todos uma cambada daqueles senhores que fazem festinhas no rabinho uns dos outros. Mas ele não diz isso, diz uma palavra que é feia.
- Está bem Martim, mas olha, tens que ensinar ao teu papá que ele é obrigado a usar sempre o cinto, que serve para o proteger em caso de acidente, está bem?
- Tio Hell P, posso dizer uma coisa?
- Sim Bruno, podes dizer.
- Eu tenho um irmão mais velho que gosta muito de carros e também gosta muito de Prevenção Rodoviária. Ele disse-me que quando for grande até quer fazer tuning e tudo.
- Ah, estou a ver... então e alguém aqui sabe o que é que é tuning?
- Eu!
- Diz, Bárbara.
- O tuning são aqueles meninos maiores que usam chapéu de pala, patilhas em bico e estão sempre a comer pastilha.
- Ah mas os mais velhos que fazem tuning à séria têm sempre namoradas com maminhas grandes! Eu gosto muito de tuning!
- Sim pronto, mas agora baixa lá os braços, desce de cima da mesa, senta-te e compôe o toticho, está bem Paulo?
-Sim.....
- Vá, vamos continuar. Quem é que sabe porque é que é importante olhar muito bem antes de ultrapassar um carro?
- Tio Hell P tio Hell P tio Hell P!!!!!
- Eishhhh....... pronto, vá lá...... Diz, Martim.
- O meu papá diz que os senhores que estorvam porque não ultrapassam logo só porque estão a meio de uma curva são todos uma cambada daqueles senhores que dão beijinhos na pilinha uns dos outros. Mas ele não diz isso, diz uma palavra que é mesmo muito feia. Posso dizer qual é a palavra?
- NÃO!!!! Não Martim, não podes. Vá-vá-vá, quem é que sabe dizer porque é que é importante vocês andarem sempre a pé na estrada pela esquerda e com um colete reflector?
- Eu!
- Sim, tu, diz.
- Para vermos e sermos vistos.
- Muito bem, muito bem, está certo!
- Mas o meu papá disse-me que se alguma vez visse o antigo padre da aldeia a andar à beira da estrada, lhe passava com o tractor por cima, travava, fazia marcha-atrás e passava-lhe outra vez por cima.
- O QUÊ?!?!?
- Sim, o meu papá disse-me isso, antes ter ido para longe, para amanhar as terras do doutor Júlio de Matos.
- Ò minha linda menina, como é que tu te chamas?
- Eu sou a Marlene Vanessa, mas o meu papá chama-me sempre nha mai nova.
- ...
- ...
- ...
- ...
- ...
- Tio Hell P, posso contar uma história triste?
- ... ... ... Sim Santiago, conta, conta... ... ...
- É que eu estava com vergonha, mas eu tenho um primo que também faz tuning. Eu ando sempre a ver o que é que ele anda a fazer. Ele tem um Golf GTI, e então ele mandou alterar a centralina, alargar os veios e meter uns discos maiores em fibra de carbono e cerâmica, da Brembo!
- E ele tem uma namorada com maminhas grandes?
- E pois tem, e pois tem, e o que é que tu tens a ver com isso? O primo é meu, não é teu, olha.
- Vá, parem de discutir. Paulo, sai de cima da mesa. Mas ó Santiago, isso é uma história triste porquê?
- É, porque eu tinha outro primo que era um rapazinho que embora grandinho não tinha muito tino, que era o Juca. Ele também queria fazer tuning, mas como ele só tinha um Peugeot 205 Junior, pendurou um CD no espelho retrovisor, colou um autocolante a dizer BAD BOY no vidro traseiro, e depois meteu atrás mais dois autocolantes, um a dizer Turbo e outro da discoteca Penelope. Depois saiu para experimentar o carro, picou-se com um ciclista, despistou-se e morreu.
- Ah... pois é, isso então realmente é muito triste.
- Pois é. Depois a família chorou muito, e passado um mês foram meter uma coroa de flores no sítio onde ele morreu. Depois veio um camião e atropelou-os a todos. A minha mamã disse que foi bem feito, porque eles compraram a coroa de flores mais barata que havia na loja. A minha mamã é florista. A minha mamã gosta muito de flores e o meu papá também. Eu sei que o meu papá gosta muito de flores porque no outro dia eu ouvi a minha mamã a dizer a uma amiga que o meu papá anda sempre a dar-lhe botões de rosa.

Quando o telefone toca

Olá a todos. Hoje venho falar-vos de telemóveis. Mais exactamente, do culto "Não atendo chamadas não identificadas”. De vez em quando lá apanho um dessa seita. Despertam-me sempre a curiosidade, tento em vão compreender, e acabo por me solidarizar com eles, pois é uma vida de tormentos.

Onde terão exactamente ido desencantar semelhante teoria? E porque ficam tão sérios e inflexíveis quando divulgam a sua fé? As minhas fontes sugerem-me que foi um conceito criado pela mesma ave rara que num dia fatídico arrotou a ideia peregrina de que o correcto é dizer-se “desfazer a barba”, e não "fazê-la", pois um homem de facto remove os pelos da face, não os coloca lá.

Certo. Até aí de acordo, tudo bem; reconheço que eu próprio, quando chego adiantado a um compromisso ou estou à espera de alguém, aproveito para ir ver montras, para desfazer tempo. E que uma vez, quando fiz campismo selvagem, tive ocasião de desfazer uma real à campo. Maravilha.

Quanto ao culto dos “Não atendo…”, angustiam-me. Como é que eles faziam há uns anos, quando ainda não haviam telemóveis, ou pelo menos telefones fixos com mostrador digital? Como? Percebem agora a dor deles? Imaginem o que era ter o telefone a tocar sem saberem quem era. Indefesos, sozinhos, vulneráveis. Todo o medo, a incerteza, a dúvida (googlem FUD). Vamos observar de perto:

Trimmmm.
- Ai!
Trimmmm.
- Ai Jesus!
Trimmmm.
- Ai meu Deus agora o que é que eu faço? Será que é para atender?
Trimmmm PORRA!
- Epá vou arriscar, talvez conheça. [Pega no telefone] Estou sim?
- Estou sim boa noite. Eu queria falar com…
- Ná ná ná ná aí pára o baile. Identifique-se!
- É o Margarido. Eu queria falar com…
- Não conheço. E desculpe mas não atendo chamadas não identificadas.
- Então mas eu disse-lhe o meu nome!
- Não interessa, eu queria antes. O senhor vai desligar, voltar a ligar, e dar-me tempo para não o atender.
- Como?
- Já disse tudo que tinha a dizer.
- Então você quer que eu desligue, volte a ligar e deixe tocar, é isso?
- Sim é isso, não se desfaça de entendido. E quanto mais tempo melhor.
- Pronto está bem, com licença. Ligo e deixo tocar enquanto vou desbarbear-me. Com licença.
- Ora essa amigo, faça favor!

Trimmmm, trimmmm, trimmmm…………

[silêncio]

- Pronto, toma lá que já aprendeste. Olha este, deve pensar que é importante.


Ora por aqui se vê que o quotidiano dos membros da seita tem um histórico de grandes dificuldades e perigos. Também me atormenta a ideia de os seus membros manterem a sua postura em contextos diferentes. Será que quando vão a conduzir e levam com sinais de luzes de um condutor não identificado, aceleram e tiram o cinto para deixar bem claro que não aceitam uma dica anónima sobre uma operação stop lá mais á frente? Ao fim e ao cabo, se atender uma chamada não identificada significa um perigo mortal na grande maioria dos casos, o que dizer de sinais de luzes?

Mas amigos, em verdade vos digo que aquilo que mais apoquenta o âmago do meu ser é pensar na vida sexual deles. Simplesmente não tenho palavras para descrever tal tormenta em vida. O horror, o horror… a lenta demência desses corações nas trevas…

Imaginem: está um deles muito bem a guardar um dos pilares da discoteca de copo na mão, quando subitamente é abordado por uma gaja perdida de boa. E eu refiro-me a uma gaja muito, mas mesmo muito perdida de boa. Uma gaja tão boa, tão boa, que um gajo nem sabe o que é que lhe desfazia. Uma gaja que se fosse Maria, Deus não tinha ido na cantiga de fazer com que Jesus fosse filho de mãe virgem.
Então a moça chega e diz:
- Olá tudo bem? Olha, estou farta de aqui estar e preciso de uma boleia para casa. Será que podias ir comigo? Bebíamos um copo, relaxávamos, conhecíamo-nos melhor… quem sabe o que noite nos trará? [sorriso matador, lindo de morrer].
- NÃO.
- Ah desculpa, já percebi. Tenho imensos amigos gays, tudo bem.
- Não é nada disso!
- Então?
- Não me deixo engatar por mulheres que não se identificam.

[olhar esgazeado, vira costas, afasta-se. Ele vira-se para os amigos]

- Eishhh! Mas vocês viram esta gaja? É que era a noite inteira! Aí é que iam ver em quanto tempo é que se faz o túnel do Marquês! Só eu é que não conheço gajas assim! ‘dasse!

[os amigos olham para o chão, soluçam, choram e maldizem a sua vida]

Portanto meus amigos, não gozem com quem sofre, ofereçam um ombro amigo aos membros desta seita, a estas alminhas penadas que tantas vezes ficam a desfazer serão a tentar descobrir quem é que lhes poderia ter ligado. Acima de tudo, enviem-nos um mail para mundonuecru@gmail.com caso saibam a origem desta teoria.

Pela minha parte, há muito que desisti de compreender. Conheci uma única pessoa que talvez me pudesse elucidar, mas desgraçadamente ela não se identificou. Falo de um homem que há muitos anos atrás telefonou para minha casa, naquele tempo em que tínhamos um telefone fixo sem LCD. Foi a minha mãe que o atendeu, sendo que vos deixo aqui a transcrição fiel do diálogo mantido:

Trimmmm.
- Estou sim?
- Está? Fala da casa do não-sei-quem?
- Não, olhe que o senhor enganou-se no número.
- Ah está bem, desculpe, com licença.
[desligou]

Trimmmm.
- Estou sim?
- Está? Não-sei-quem, és tu?
- Não, olhe que o senhor voltou a enganar-se no número.
- Está bem…

[desligou]

Trimmmm.
- Estou sim? É o mesmo senhor outra vez não é?
- Então mas não fala do não-sei-quem?
- Não, olhe que o senhor deve ter mesmo o número errado.
- EPÁ MERDA! MAS SE NÃO É PARA VOCÊS PORQUE É QUE ATENDEM?!?!?

Rádio Maconde

Muito boa noite senhoras e senhores tele-ouvintes, bem vindos a mais uma emissão da

RÁDIO MACONDE - A RÁDIO DE TOUT LE MONDE!

Uma vez mais estamos de volta ao nosso espaço mensal onde procuramos divulgar novos valores do hip hop nacional, na nossa rubrica:

CATINGAS DA RUA

Desta feita com uma banda-revelação local, eleita como Kind Of Best Maconde Act Two Thousand and Whatever, a qual convidámos para virem contar-nos com as suas próprias palavras o seu percurso musical até ao momento. Vamos então conhecer a banda HipHoptenusa, e o seu álbum de estreia "Ângulo Rapto", à conversa com os seus dois rappers DJ MC Yôyô e Leidi Bitcha.

- Boa noite Leidi Bitcha, é um prazer e um orgulho tê-la no nosso espaço. Pelo que posso observar, o seu colega de banda DJ MC Yôyô ainda não chegô, perdão, chegou...
- Yô pipâl, tásse? Yá, o DJ não vai mesmo poder vir, teve um problema com o carro.
- Caros tele-ouvintes, como poderão compreender estes são sempre os imponderáveis dos directos pré-gravados...
Teremos que aguardar mais um pouco até à chegada do rapper DJ MC Yôyô, sendo que isso não impede que iniciemos a...
- Não brâder, ele não vai mesmo vir, ele teve um grande problema com o carro.
- Muito bem, decerto que isso não será impedimento para realizarmos a entrevista de qualquer dos modos. Leidi Bitcha, antes do mais os nossos tele-ouvintes gostariam de saber quais os concertos agendados para os próximos tempos...
- Foram todos cancelados, devido ao problema com o carro do DJ MC Yôyô.
- Como? Mas que problema é que ele teve com o carro, exactamente?
- Yô o problema é que o dono do carro apareceu de repente, e era, exactamente, bófia.

[silêncio, compasso de espera, jingle]:

Preservativos MARAVILHA - com preservativos MARAVILHA, você nunca assa a virilha! Preservativos MARAVILHA - com preservativos MARAVILHA, a pila nunca se encarquilha! Preservativos MARAVILHA!

- Ahhhh... Muito bem. Passemos então de imediato ao vosso álbum de estreia, "Ângulo Rapto". Qual foi o conceito por trás da sua criação?
- Yô nós pipâl do hip hop acreditamos bués no crossover de estilos, no experimentalismo de misturas, e nas palavras com bués da sílabas cujo significado desconhecemos, portanto tásse bem, decidimos expandir fronteiras e fazer assim tipo uma cena diferente.
- Quais são actualmente as vossas referências criativas?
- Yô nós estudámos na old school, assim tipo o infantário da música, portanto gostamos muito da banda da Gillette, os Pubic Enemy, mas também curtimos bués cenas de agora, tipo M&M, e outras cenas assim tipo Trip Hop, tipo Passive Attack. Assim tipo, yô.
- Como é que vêem o panorama actual do Hip Hop nacional?
- Yô vemos por cabo.
- Lá fora, já começam a ter reconhecimento?
- Só uma beca. O DJ MC Yôyô nunca consegue ir lá fora, porque nunca está cá fora, mas tásse bem. Como sempre dizemos, piss!
- Numa palavra, como é que definem a vossa banda?
- Yô.
- OK... Então e também numa palavra, como é que classificam o vosso álbum de estreia?
- Yô.
- Muito bem... uma expressão para definir a verdadeira essência do Hip Hop?
- Yô tásse.
- Quando ao vosso single de estreia, "À Média Luz", consideram ser este o tour de force do álbum? Qual o seu leitmotiv?
- Yô não sei que cenas estrangeiras são essas do tour de leite e do force motif; nós people do Hip Hop tuga, os brâders e as leidis, os B boys e as B bacas, nós tamos todos juntos in tha house p'ra defender a língua portuguesa. Chequiraute, in your face, língua portuguesa rula yô!
- Muito bem, mas o que é que nos pode adiantar sobre o vosso single?
- Yô o nosso singler foi assim uma cena tás a ver?

[O telémovel da Bitcha começa a tocar]

- Desculpa brâder, tenho que atender, é um regular.
- Mas mas...
- Estou sim? Olá querido. ... ... ... ... Sim, passa ao teu amigo, eu falo com ele. ... ... ... ... Sim, sou muito completa e meiga, higiénica, faço beijinho e dou segunda chance. O anal

[corta imediatamente para jingle]:

Preservativos MARAVILHA - com preservativos MARAVILHA, até o céu da boca brilha! Preservativos MARAVILHA - com preservativos MARAVILHA, marcha a avó, marcha a mãe e marcha a filha! Preservativos MARAVILHA!

- Sim, às nove. Adeus paixão. Pronto desculpa, onde é que nós íamos?
- ...
- A yá, o singler. Pá nós queríamos fazer uma cena diferente, assim tipo de fusão, então pensámos em convidar um amigo nosso, o Adolfo. Ao mesmo tempo quisemos fazer uma homenagem a um grande senhor do fandango, Carlos Jardel, e então surgiu isto, para dar a dica à juventude.
- Quererá talvez dizer Carlos Gardel, a lenda do tango?
- Yá esse dread mesmo.
- Quanto ao vosso convidado, o Adolfo, é também um rapper, ou antes um elemento de outra área do espectro musical?
- Népia, acho que a única cena que ele canta mesmo é nas claques de futebol.
- Como? Mas então, ele não está ligado ao Hip Hop?
- Não, ele não gosta, curte outras cenas.
- Será talvez um metalhead?
- Quase, o Adolfo é skinhead.

[compasso de espera]

- Vocês fizeram uma música Hip Hop em dueto com um skinhead?
- Yô! Fomos mais longe ainda! Eu, o DJ MC Yôyô e o Adolfo fizemos um trieto!
- Muito bem, vamos então ouvir os HipHoptenusa e a música "À Média Luz", o single de apresentação do novo albúm "Ângulo Rapto", aqui na:

RÁDIO MACONDE - A RÁDIO DE TOUT LE MONDE!

hoje patrocinada por:

Preservativos MARAVILHA - com preservativos MARAVILHA, ninguém lhe larga a braguilha! Preservativos MARAVILHA - com preservativos MARAVILHA, até você leva na bilha! Preservativos MARAVILHA!



[DJ MC Yô Yô]

Yeahhhh ahã ahã
Yeahhhh yô yô chequiraute yô


[Leidi Bitcha]

Leidi Bitcha in the house,
Sempre a rapar no microfone,
Vou ganhar bué da papel,
Para botox e silicone.

Rapo contra o sistema,
Que faz de ti um banana,
Sou uma branca portuguesa,
Mas quero ser preta e americana.

Ataco o governo e a sociedade,
Ataco o político que é um fraco,
Ataco o patrão e o bófia,
E até em Monsanto eu ataco.

Somos o quadrado da HipHoptenusa,
Somamos o quadrado dos ghettos,
O meu decote dá-te tusa,
Mas aqui só chafurdam pretos.


[DJ MC Yô Yô]

À média luz te vi,
À média luz te amei,
E foi à média luz,
Que eu te abordei.

À média luz te vi,
À média luz te amei,
E foi à média luz,
Que eu te assaltei.


[Adolfo]

Yô yô uma merda,
Sieg Heil é que é,
Quando eu saio para a rua,
É para malhar no monhé.

Espanco preto, cigano ou chinês,
Espanco a criança e a velhota,
Até portugueses eu espanco,
Para provar que sou patriota.

Não sou fascista sou purista,
Não sou racista sou racialista,
Sou com o bastão extremista,
E com as palavras malabarista.

O meu ídolo é o Fuhrer,
Terá mil anos de fama,
E aquele bigodinho dele,
Parece a rata da minha dama.


[DJ MC Yô Yô]

À média luz te vi,
À média luz te amei,
E foi à média luz,
Que eu te chamei.

À média luz te vi,
À média luz te amei,
E foi à média luz,
Que eu te espanquei.


[Todos]

Basta de lutas e racismos,
Basta de não haver amor,
Vamos todos para o Bairro Alto,
Espalhar a ganza e o terror.

Yô vamos unir as tribos,
Vamos dar a dica à malta,
Vamos trabalhar juntos,
Um bate e o outro assalta.


[DJ MC Yô Yô]

Yô acredita! Piss!